08
Jan 12

Há uns anos atrás tive a oportunidade de participar num projecto que me introduziu ao mundo do LEED. Este tema despertou de tal forma o meu interesse que gostaria de partilhá-lo convosco, pode ser que fiquem com o “bichinho”, tal como eu fiquei...

 

O LEED ou o Leadership in Energy and Environmental Design consiste, basicamente num “sistema” de certificação de edifícios sustentáveis desenvolvido pela U.S. Green Building Council lançado em 1998. Este sistema visa dotar proprietários e operadores das noções que lhes proporcionem identificar e implementar de forma prática e mensurável soluções de design “verde” nas fases de concepção, construção, operação e manutenção de um edifício. Adicionalmente a certificação LEED permite atestar de forma independente que uma determinada edificação foi concebida e construída tendo como objectivo último o alcançar de elevados níveis de performance em áreas determinantes para a saúde ambiental e humana.

 

Este sistema de certificação está actualmente disponível para as seguintes edificações:

  • Construções novas;
  • Edificações já existentes: Operação e Manutenção;
  • Interior de Edificações Comerciais;
  • Core e Shell;
  • Retail;
  • Cuidados de Saúde;
  • Residências
  • Desenvolvimento Urbano (fase piloto).

A certificação é obtida através da atribuição de pontos LEED (escala de 0-100), sendo esta feita tendo por base os seguintes critérios:

  • A sustentabilidade do local;
  • A eficiência no consumo da água;
  • Energia e Atmosfera;
  • Qualidade do Ambiente Interior;
  • Materiais e Recursos;
  • Localização e ligação à comunidade envolvente;
  • Sensibilização e Educação.

Adicionalmente, é possível a obtenção de 10 pontos extra nos critérios:

  • Inovação e processo de design;
  • Prioridade regional.

Sendo os níveis de certificação possíveis os seguintes:

  • Certificação (+40 pontos);
  • Prata (+50 pontos);
  • Ouro (+60 pontos);
  • Platina (+80 pontos).

Resta ainda dizer que este sistema não é o único a incidir sobre a da construção sustentável de edificações. O BREEAM (Building Research Establishment Assessment Method) e o SBTOOL (Sustainable Building Tool), são apenas alguns exemplos de referenciais que incidem sobre esta temática. Adicionalmente, existem também em Portugal referenciais próprios a serem aplicados, entre os quais destaco o LiderA e o Domus Natura.

 

Posto isto, deixo-vos com um vídeo do Sonae Maia Business Center, que obteve o nível Ouro de acordo com o sistema LEED:

 

 

 

 

Até breve.
Joana Godinho Santos

publicado por greentalks às 23:41

Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9



29


Sobre o Blog
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO