08
Jan 12

Olá a todos,

 

Quero antes de mais dizer-vos que os posts que irei publicar, irão todos ter um tema associado cada semana diferente. Consoante o tema, pensei em falar-vos de novidades, coisas do dia-a-dia, ou notícias interessantes. Por ser o primeiro, vai ser mais longo, mas espero que o tamanho não seja tudo!{#emotions_dlg.happy}


 

Hoje, por mais incrível que pareça fui ao MacDonalds do CC Colombo e surgiu-me um tema para o presente blogue. Ora bem… num domingo á tarde? Pois… o meu momento de epifania foi num centro comercial cheio e num fila enorme, mas tinha mesmo fome.

 

Ao ver o que queria comer…pensei…não me apetece muito comer carne. E o que havia para um vegetariano? Comecei a pensar nas coisas estranhas que podia pedir, que era qualquer coisa como umas batatas fritas, uns palitos de cenoura ou de maçã, uma sopa, ou então um cheeseburguer sem carne!

 

Ao pensar no cheeseburguer sem carne, fiz o raciocínio: Não era bom ter outra hipótese para os vegetarianos?? Que Pensavam se eles disponibilizassem um hambúrguer com os mesmos molhos, com o mesmo sabor, mas de soja ou seitan ou tofu? Seria isso uma inovação? Tornava uma refeição mais sustentável? Ajudava na diversificação da alimentação?

 

Quando cheguei a casa, fui pesquisar…e encontrei que em Portugal podem existir 30 000 vegetarianos que não comem carne nem peixe! (http://www.centrovegetariano.org/Article-451Portugal%253A%2B30%2B000%2BVegetarianos.html), portanto seria todo um novo nicho de mercado. Era uma hipótese para diversificar e dar um novo conceito á alimentação, será que voltado para o novo tipo de consumidor, o verde?

 

E assim, como escolhi o tema da culinária, hoje lanço um desafio “gostos”.

 

Que pensam que ficava melhor num hambúrguer?

A)tofu

B)soja

C)seitan

 

O ingrediente que ganhar na votação, vou experimentar fazer em casa, e depois faço o Follow-up.

 

E há boa maneira Americana…See you next week!

 

Rita Monteiro

publicado por greentalks às 12:45

Pois que excelente ideia ! Tens aqui um dos 30.000 vegetarianos em Portugal que se vê literalmente aflito cada vez que vai almoçar diariamente. Quer se queira ou não, a sensibilidade para o vegetarianismo em Portugal é quase perto de nula. Não nos podemos esquecer que a escolha pelo vegetarianismo pode estar associado a razões de saúde e/ou éticas/morais. No meu caso imperou a segunda, pelo que a ida a um Macdonalds estará sempre fora de questão mesmo que exista um menu vegetariano. E porque ? Simples: basta vermos os vários vídeos das gigantescas produções de frangos e vacas que nascem e morrem em profundo sofrimento para alimentar estas cadeias. Parece radical mas não o é. O vegetarianismo assenta (pelo menos para mim) na procura de um mundo mais sustentável onde não seja necessário imprimir o sofrimento aos animais que são especificamente criados para estes efeitos (e por isso não me venham com a historia da "cadeia alimentar" porque não estamos a comer o que a natureza nos dá, mas sim a criar em condições desproporcionais aquilo que não está dísponivel em quantidades suficientes na natureza). Respondendo a tua pergunta: soja. Todos os bons hamburgers que experimentei até hoje tinham como base a soja. Mas porque não tentares surpreender a malta ? Bjs
Goncalo a 9 de Janeiro de 2012 às 02:23

Olá Rita,
O Mc Donalds tem opções vegetarianas em países como a Índia e Eslovénia. Parece que na Alemanha o veggie burger terá sido introduzido há pouco tempo e, diria que nos EUA também estará disponível. Quanto a Portugal será uma questão de tempo, até que a equipa de marketing comece a considerar essa possibilidade, até lá há sempre outros sítios.

Por outro lado até que ponto será um conceito que teria adesão? É interessante ter em conta que existem vegetarianos que assim optam por questões de saúde – e estes dificilmente seriam vistos num Mc – há outros que assim se tornam pela forma que os animais são tratados – e que também não serão muito apologistas, porque vêm o seu acto de compra como financiamento de actos de crueldade contra os animais.

É interessante notar também que muitos consumidores de estabelecimentos vegetarianos não o são. Por exemplo, falei com a dona de uma pastelaria de nicho que é vegan (Bake the difference na Rua de São Jose) – todos os produtos, bolos, muffins, quiches e refeições são feitos sem produtos animais – e ela fica espantada com a quantidade de não vegetarianos que lá vai.

Por outro lado… o conceito de talho vegetariano que pode soar estranho tem sido um conceito que tem tido sucesso na Holanda tendo em conta que abriram 30 em apenas um ano quem sabe se não seria um conceito que teria sucesso em Portugal!

http://www.meatfreemondays.com/news/europes-first-vegetarian-butcher-opens-for-business-in-the-netherlands.cfm
http://www.globalanimal.org/2011/09/23/butcher-shops-meat-their-vegetarian-rivals/51907/

Boas culinárias!
Daniel
Daniel Souza a 9 de Janeiro de 2012 às 10:00

Mais importante que se comer vegetariano é comer saudável (acho eu).

Diz-me lá numa refeição com batatas fritas (mau) cheias de sal (mau) com molho de tomate artificial ou maionese (mau) com qualquer refrigerante diet ou não (mau) pão do hamburger feito com transgénicos e fermentos (mau) e um Sunday (mau)

Achas que meteres um pedaço de seitan ou tofu entre as fatias de pão melhoras a qualidade da refeição?

Carlos Brotas a 9 de Janeiro de 2012 às 14:17

Caro Carlos Brotas,

Em primeiro lugar, vegetarianismo é muito mais do que comer saudável.

Depois, quanto à ideia que a meu ver se pretende ( E BEM! ) transmitir, é a de que não existem alternativas dentro do conceito fast food (a que todos nós recorremos, seja ele bom ou mau) para quem não queira comer carne.

Não se trata de comer saudável, até porque estas 2 coisas não podem nem se devem confundir.

Qualquer forma de alimentação depende de cada um e dentro de todas elas existem escolhas que podem ser saudáveis, ou não.

E mais. Não se trata de radicalismo. Trata-se antes de se dar possibilidade de escolha a quem segue os seus ideais quanto à alimentação, o que (de facto) não existe.
Diogo Beirão a 9 de Janeiro de 2012 às 20:46

Rita,

realmente nunca tinha pensado nessa lacuna no mercado de fast food!

Cada vez mais a opção por um estilo de vida vegetariano, ou mais vegetariano, é visível, daí ser necessário um reposicionamento estratégico da indústria e dos serviços de restauração nesse sentido. É inteligente do ponto de vista económico, é benéfico do ponto de vista social, da inclusão do indivíduo numa sociedade que é cada vez mais constituída por várias minorias e não por uma maioria.

Gostaria de salientar, no seguimento dos comentário acima, que a ideia do vegetariano como alguém estrita, rígida e disciplinadamente preocupado apenas com a sua forma física e, por arrasto, com a sua saúde é um cliché. o vegetariano é alguém que racionaliza a sua alimentação de acordo, a maior parte das vezes, com ideais relacionados com a protecção dos animais, com o combate de políticas animalescas e etc... ora assim sendo, é alguém que terá todo o prazer em ver a sociedade a responder de forma positiva e aceitar a sua manifestação de vontade ao oferecer em todos os campos produtos que preencham as suas necessidades.

Entramos também no campo da liberdade de escolha e da autonomia do ser humano, liberdade e autonomia esta que a sociedade tem de reconhecer ampliando o mercado.

Rita Sousa a 9 de Janeiro de 2012 às 23:35

Ritas ao poder!

É isso mesmo. Acho que daqui tiro algumas conclusões, que estamos a mudar, ou a tentar adaptar à mudança. E como todos sabemos, as mudanças nunca podem ser radicais, senão nunca são efectivas. E que tal começar com um alimento "popular"?

Tenho dito

PS: Obrigado a todos pelos Posts!Gostei de saber a vossa opinião!
Rita Monteiro a 9 de Janeiro de 2012 às 23:57

E claro, pensando alternativo... também há o conceito do slow food!
http://www.slowfood.com/
Daniel Souza a 11 de Janeiro de 2012 às 01:29

Tem razão Rita. Eu vivo no estrangeiro e sou vegetariana. Aqui vai-se ao mercado e tem um grande sortimento de "carnes" vegetarianas ou até mesmo veganas. Tenho sempre dificuldades quando vou a portugal de férias, pois as pessoas dos mercados ficam chocadas quando pergunto se têm algo vegetariano. No Mac Donalds aqui existe o chamado Veggie Mac.
Soraia a 16 de Outubro de 2012 às 07:38

Janeiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9



29


Sobre o Blog
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO