09
Fev 12

City On - O caso da EDP

 

Nas últimas semanas, muito temos falado naquele que é o principal desafio da Comunicação Sustentável: A Educação/Sensibilização do consumidor para a temática da sustentabilidade.

 

Esta tem sido a pedra no sapato de muitos marketeers, pois a maior consciência ecológica ainda não vence todas as barreiras que se notam na hora da compra.

 

Pois bem, se o trabalho está na sensibilização e na educação ou na falta dela, parece que a EDP está já a tratar do assunto. Escolheu o target. Os mais novos, ou não fossem eles os consumidores do presente, mas principalmente do futuro. E o canal onde a mensagem se torna atraente e efectiva.  

 

Estou a falar de um jogo. O City On. Este é o jogo online que a EDP lançou no final de 2011.

 

Segundo a marca, o objectivo é transmitir, de forma inovadora, conceitos como a eficiência energética, mobilidade elétrica, cidades inteligentes e energias renováveis, sempre numa perspetiva visionária e futurista do que será um mundo sustentável.

Neste jogo, vestimos a pele de um Agente EDP e com a ajuda do Agente Tomás - descuidado e trapalhão -, temos que implementar uma agenda de eficiência energética para a cidade.

 

Para isso, temos que construir estruturas energéticas de forma a reunir mais energia, já que aqui, a energia é também a nossa moeda.

 

Os jogadores serão ainda desafiados a gerir fontes de produção de energia para responder às necessidades crescente da população, a apostarem em investigação de novas tecnologias e a manter baixos níveis de poluição. Só assim evitarão que a palavra Game Over apareça no monitor.

 

O jogo está acessível gratuitamente em www.cityon.pt.

 

Ps: Importante referir:  este projecto também teve a mão da UTL. Foi desenvolvido pela Biodroid, em colaboração com equipas internas da EDP e do Instituto Superior Técnico.

 

Por: Cátia Henriques

publicado por greentalks às 17:20

  
Seguem-se as criatividades de uma campanha levada a cabo pelo Banco Bradesco no Brasil que teve por objectivo a sensibilização/educação do consumidor em relação aos problemas ambientais com que o Planeta se depara.
As imagens utilizadas funcionam poderosas metáforas visuais que veiculam uma mensagem impactante juntamente com o copy que apela a uma alteração de comportamento!
 

 

 

 

 

 

 

 

 Por Carolina Afonso

publicado por greentalks às 15:53

Há já algum tempo que sigo a marca Heineken. Desde esta pequena partida. Invejo o layout das iniciativas, não ponho em causa a sua eficácia. Nem o exercício de sustentabilidade do Grupo. Mas também não tenho dúvidas de que a CSR para esta empresa é uma ferramenta de marketing. O objectivo por detrás das campanhas de CSR é contribuir para a imagem da marca. E duvido que estas campanhas tenham um efeito na alteração de comportamentos indesejados.

O último spot da fantástica campanha “Opens Your World” é o espectacular “Sunrise Belongs to Moderate Drinkers”. Um filme gravado num colosso noctívago da cidade de Londres, onde o protagonista é premiado por um comportamento responsável.

 

Outras iniciativas bem giras (e um pouco sobre o reporting do Grupo).

 

 

Por André Milheiro

publicado por greentalks às 14:29

Há cerca de um ano ouvi o Prof.Boaventura de  Sousa Santos numa
entrevista falar na Constituição do Equador como sendo uma das mais avançadas no que diz respeito aos
direitos das minorias étnicas e do ambiente. E o tópico ficou na minha memória...

 

Hoje, ao ler a revista VISÃO, observo que o Prof. escreve
uma página de opinião intitulada “Radar Ensaio” cujo o tema era “Rio+20: as
críticas”. Para quem não conhece o Prof. Boaventura de Sousa Santos
eu deixei um link um bocadinho mais lá em cima (^). Em Portugal é literatura
base para quem estuda ciências sociais e afins.

Em 1978 fundou o CES - Centro de Estudos Sociais , laboratório associado da Universidade de Coimbra
e que já conta com uma extensão em Lisboa.

Ultimamente tem dado a cara nalguns canais de TV e assinado alguns artigos porque
é um grande crítico das políticas neoliberais e consequentemente das políticas
seguidas na União Europa e em Portugal, por outro lado é um acérrimo defensor do
desenvolvimento sustentável.

 

Ora, no artigo que li de manhã na VISÃO, o Prof. estava indignado pelo tratamento informativo dado ao Fórum Económico de Davos em oposição
pelo não tratamento informativo dado ao Fórum  Social Mundial Temático de Porto Alegre. Segundo a opinião do Prof., no primeiro não se debateu nada de novo e teve toda a atenção mediática, no segundo preparam-se grupos e documentação para levar ao
RIO+20, ou seja discutiu-se o que realmente interessa e não teve a atenção mediática. É uma opinião mas lembra-se
de no 1º bloco da PG o Prof. nosso ter dito que o comércio internacional era uma das fontes de bloqueio para o desenvolvimento sustentável??... Pois, vão estando atentos e vejam o que se vai passar no RIO+20. (A propósito têm ouvido falar nos media do Rio+20?... Pois eu também não!)

 

Para saberem o que aconteceu no Forum  Social Mundial Temático de Porto Alegre cliquem aqui > http://www.forumsocialmundial.org.br/index.php?cd_language=1, a página está um bocado estranha porque tem a data de hoje mas conteúdos
antigos, mas dá para ter uma ideia.

 

Para terminar, trago aqui um artigo sobre a Constituição do Equador retirado do site do Instituto do Carbono do Brasil, (existem vários
pela net mas achei este interessante) http://www.institutocarbonobrasil.org.br/artigos/noticia=729437, mas se tiverem dúvidas ou curiosidade podem neste link ler as 218 páginas da Constituição do Equador que é tida como um contributo inovador para o desenvolvimento de politicas de Desenvolvimento Sustentável. Exemplo de boas práticas politicas e legais e como elas são estratégicas para o Desenvolvimento Sustentável.

 

Que maçada viver num mundo tãooooo bipolar… ;)

 

Cristina Sofia Ferreira

publicado por greentalks às 13:45

Uma das actividades onde se utiliza mais agua é na lavagem de roupa. Todos os dias, alguém lava a roupa e gasta em média 200 litros de água. Hoje, em dia, devido às inovações tecnológicas, as máquinas já estão preparadas para economizar na água utilizada consoante a roupa, ou consoante o nível de sujidade. No entanto há outro componente que não se pode esquecer na lavagem de roupa: o detergente. Este é responsável pela libertação de mais de 600 mil litros de detergente para o meio ambiente.

 

Duas marcas de detergentes decidiram juntar-se e investir recurso para o desenvolvimento de uma fórmula de detergente concentrada, tornando assim pioneiros nesta tecnologia.

A Skip e Comfort desenvolveram um plano de iniciativas em prol do ambiente, onde esta nova formula integra. Criaram também um site onde os consumidores podem aprender pequenas dicas e até explicar as suas, no que diz respeito a pequenos gestos na lavagem de roupa, com o objectivo de aprender e partilhar formas de poupar, evitando não só maiores custos, como o impacte ambiental.

 

“Por um planeta mais limpo” faz parte de uma estratégia de comunicação baseada em abordagens mais interactivas, como é o caso do planeta tv, da brigada do planeta e os quizs.

 

Através desta nova formula concentrada conseguiu-se reduzir a pegada ecológica da lavagem de roupa sem comprometer a qualidade da lavagem. Desde o seu desenvolvimento os produtos destas marcas reduziram 17.500 toneladas o detergente libertado no meio ambiente, em toda a Europa. E sobretudo devido à redução do uso do plástico dado a nova embalagem de menores dimensões estima-se uma dimnuição de 3.7 milhões de garrafas de plástico usadas, em toda a Europa - o suficiente para viajar de Lisboa a Paris.

 

“Pequenas acções multiplicadas por milhões de pessoas tornam possíveis grandes mudanças!”

 

Fontes:

http://www.porumplanetamaislimpo.com/

 

Patrícia Oliveira

 

publicado por greentalks às 13:05

No mundo em que a instabilidade é uma constante e se torna cada vez mais difícil acreditar nas boas intenções das empresas, é fundamental que os negócios tenham como base a verdadeira preocupação para com o ambiente e a sociedade. Sem este factor os consumidores rapidamente percebem que estão perante empresas desinteressadas e com foco apenas no lucro fácil.

Mesmo que as empresas pensem que o factor do ambiente e social ainda não é um factor diferenciador, os consumidores dão sinais do contrário.

 

O que vos tragos aqui é um estudo realizado pela European Trusted Brands que refere como os consumidores encaram esta problemática ambiental e social.

 

Foram abordados consumidores para que estes pudessem responder a questões como:

  • Estão dispostos a pagar mais por produtos amigos do ambiente?
  • Procuram produtos com selos amigo do ambiente?
  • Praticam activamente reciclagem em casa?
  • As grandes empresas estão a contribuir para a melhoria do ambiente?

 

Relativamente a um conjunto de 13 categorias de produtos/serviços foi pedido aos inquiridos que identificassem a marca que consideravam ter a melhor actuação em questões ambientais.

 

E os resultados aí estão para provar quais as marcas com melhor reputação ao nível da responsabilidade ambiental. Toyota, CGD, Duracell, McDonald's, Tap, Skip, Miele, Galp, Continente e Sonasol, mantiveram esse estatuto já conquistado na edição de 2009 do "Marcas de Confiança".

 

Este estudo mostra também uma mudança de comportamentos, ou potenciais comportamentos, no que diz respeito a compra de produtos amigos do ambiente. O mais interessante é que em certos aspectos do inquérito feito aos consumidores europeus, os portugueses estão mais atentos e preocupados com questões ambientais do que os restantes europeus.

 

Com esta maior consciencialização verificada, são os consumidores que conseguirão eliminar do mercado todos aqueles players que não cumprirem estes requisitos.

 

No entanto as empresas não deverão falsear as suas estratégias de marketing, ou seja, apenas afirmar que exercem politicas ambientais. Caso contrário, os consumidores perdem a confiança na marca. E uma marca sem confiança não sobrevive no mercado.

 

Explorem no site que vos deixo a parte de como comunicar a confiança em Comunicar a confiança

 

Fonte:

http://www.marcasdeconfianca.seleccoes.pt/

 

Patrícia Oliveira

publicado por greentalks às 09:56

Fevereiro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
17

22

29


subscrever feeds
Sobre o Blog
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO