25
Fev 13

Um material de construção criado no Brasil promete minimizar os impactos gerados pela construção civil no mundo inteiro. A alternativa é equivalente à argamassa e reduz a produção de entulho, o uso de água, cal e areia para levantar paredes.

A Massa DunDun é uma cola utilizada para fixar os tijolos e sua aplicação é mais sustentável do que a argamassa, já que o produto não gera resíduos, mantém as obras limpas e combate o desperdício de muitos recursos que se transformariam em entulhos.

Indicado para vedar paredes erguidas com vários materiais – como concreto, tijolo convencional, cerâmica e tijolo ecológico, o produto é um fluido que também promete reduzir os esforços físicos dos operários e aposentar as betoneiras.  

A criação ganhou o “Prêmio Inovação e Sustentabilidade”, realizado pela CBIC (Câmara Brasileira da Indústria da Construção). De acordo com uma pesquisa elaborada nos EUA, até 50% dos recursos naturais do planeta são consumidos pela construção civil, uma das atividades de desenvolvimento mais predatórias do mundo

publicado por greentalks às 12:24
sinto-me:

21
Fev 13

A Câmara Municipal de Estarreja colocou em prática um projeto de reaproveitando de uma antiga lixeira, desativada em 1998, com uma área total de cerca de 6 hectares; a ideia é fazer nascer uma zona dedicada à energia renovável (painéis fotovoltaicos), ao mesmo tempo que a autarquia torna rentável uma área de dimensão considerável que estava economicamente desaproveitada.

 

Foi já apresentada uma proposta de arrendamento das parcelas de terreno pelo valor de 1.605€ /hectare /ano, o que resultará num encaixe financeiro anual de cerca de 9.600€. Uma compensação que alcançará os 240 mil € durante o prazo previsto de 25 anos, pois o contrato de arrendamento vigora pelo período de 25 anos, renováveis por períodos de 5 anos.

 

Aí está uma boa ideia que poderia ser ampliada a outros municípios!  {#emotions_dlg.smile}

 

 

Por: Victor Coelho

publicado por greentalks às 12:12

19
Fev 13

 

 

"A organização britânica Carbon Trust criou um sistema de certificação do uso sustentável da água que reconhece o esforço, por parte das empresas, na redução anual do consumo de água e na produção de efluentes."


Como poderão verificar através do site, já há algumas grandes empresas com esta certificação.


http://www.carbontrust.com/client-services/footprinting/footprint-certification/carbon-trust-water-standard

 

 

Por: Ricardo Ferreira

publicado por greentalks às 16:29

17
Fev 13

Era este o mote da campanha da Sociedade Ponto Verde (SPV) em 2000. Na minha opinião, o melhor anúncio publicitário de sensibilização para a reciclagem de sempre!

 

Foi muito polémico na altura, dado que comparava todos os "preguiçosos" para a separação de embalagens, a um chimpazé. Muitas pessoas ficaram incomodadas, mas foi o que deu notoriedade à SPV e o que fez com que muitos iniciassem a separação de resíduos, dado que também coincidiu com a expansão dos ecopontos a nível nacional.

 

Só para relembrar:

 

E separem muito! {#emotions_dlg.blink}
Por: Liliana Pereira
publicado por greentalks às 00:20

15
Fev 13
Numa altura em que as empresas integram cada vez mais a sustentabilidade nas suas estratégias é interesse perceber quais são as principais competências dos profissionais da sustentabilidade.

 

Há dias soube da existência do estudo “Sustainability: Dynamics Drive Professional Growth” e achei interessante partilhar convosco.

Tal como sucede noutras áreas as competências de comunicação lideram o ranking e embora as "hards Skills" sejam importantes são as "soft skills" que marcam a diferença.

 

 Segue o Summary Report abaixo:
publicado por greentalks às 18:56

10
Fev 13

Não estranhem o título! Trata-se do slogan de um projeto inovador de Carnaval sustentável no Rio de Janeiro, ora vejam:

 

 

Designa-se por "Xixi elétrico" e pretende incentivar os foliões a usarem urinóis específicos que possuem um sistema apto a transformar a urina em energia elétrica. Esta energia será usada para alimentar as baterias responsáveis pelo funcionamento dos trios elétricos.

Trata-se de um sistema semelhante à produção de energia hidroelétrica em barragens, mas em vez de água, usa-se urina. Para incentivar os utilizadores, o urinol do "xixi elétrico" acende luzes quando está a ser utilizado.

 

Deste modo, contribui-se para redução de um problema de saúde pública que ocorre durante o Carnaval no Rio de Janeiro - os foliões urinarem na rua - e, consequentemente, consegue-se a diminuição do mau cheiro e das detenções por urinar na rua.

 

Bom Carnaval! {#emotions_dlg.blink}
Por: Liliana Pereira

publicado por greentalks às 18:48

08
Fev 13

Vai haver um webinar (free!!) sobre modelos de negócio baseados na sustentabilidade.

Os speakers são um professor do MIT e um consultor da BCG.

É no dia 14.02

Eu vou tentar assistir.

 

http://click.bsftransmit7.com/ViewInBrowser.aspx?pubids=433%7c82597%7c611390%7c659808&digest=PGZXxjuCh3FC8pAiJ7kvaw&sysid=1

 

Joao

publicado por greentalks às 09:14

07
Fev 13

Como sou adepto do mergulho, e das coisas que mais me entristece é ver a poluição marítima e a falta de cuidado (educação) das pessoas que deixam lixo nas praias, decidi-me por divulgar a atividade do artista (e surfista) João Parrinha, cujo projeto iniciado em 2005 consiste em recolher lixo do fundo do mar, em praias de vários pontos do mundo, e reutilizá-lo para criar peças de arte, “aliando a vertente ambiental à vertente artística, mostrando que é possível fazer reciclagem de forma criativa”.

Juntamente com Luis de Dios e Xandi Kreuzeder, fundou o projeto internacional “Skeleton Sea” que pretendem chamar a atenção para o problema planetário iminente da poluição ambiental no mar.

 

Aqui ficam as fotos de duas obras e o link para quem queira saber mais. 

 

http://www.skeletonsea.com/

 

  

 

Por: Victor Coelho

 
publicado por greentalks às 17:39

"Sustentabilidade: uma exigência do futuro" é o mote da próxima edição das Jornadas de Engenharia do Ambiente do IST.

 

Decorrerá nos dias 13,14 e 15 de Fevereiro no auditório do Centro de Congressos do IST e divide-se em 4 painéis chave: o  Valor do Território Português, A  Nova Era da Mobilidade, Smartcities e o Papel das Autarquias e Start-ups: Da ideia à Empresa.

 

Uma iniciativa bem interessante organizada pelos próprios alunos do Núcleo de Estudantes de Engenharia do Ambiente. A não perder!

 

 

 
 
Helena Gameiro
publicado por greentalks às 00:00
tags: ,

Fevereiro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
16

18
20
22
23

24
26
27
28


subscrever feeds
Sobre o Blog
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO