07
Mar 12

Conhecem Detroit?

Fica aqui uma breve apresentação

 

É uma cidade americana que até 2008 era a 11ª cidade dos EUA mais populosa e a 78ª do  mundo.

A sua economia era pujante alavancada pela industria automóvel.

Detroit é sede da General Motors, Ford Motor Company e Chrysler.

O setor imobiliário era também dinâmic, procura alta, assim como os preços da habitações.

 

Uma típica metrópole americana… O típico sonho americano!

 

Depois veio a crise! Falências! Downsizing! Desemprego! Crise! Fuga...

Abandono das casas, partida para outras paragens em busca de um novo sonho americano…

Atualmente há casas em Detroit a valerem 1 Dólar conforme a entrevista que pode ser lida neste link http://p3.publico.pt/cultura/exposicoes/2429/em-detroit-casas-custam-entre-um-dolar-e-750-mil .

 

A cidade inverteu-se e o que as cidades têm de pior veio ao de cima. Miséria, crime, famílias masi disfuncionais, abandono escolar... Falta de perspectivas ou de futuro...

 

Porque isto é importante neste blog?

  • Porque em 2015 a maioria da população vai viver em cidades.
    Porque muito se tem escrito sobre cidades sustentáveis. E o que se deve fazer no setor da mobilidade, energia, edificios, etc...
    Porque as cidades têm de atrair negócios e com isso pessoas para viverem nelas, para realmente se tornarem cidades.
    Porque as cidades não podem, ou não devem, estar dependentes de uma industria, por mais importante e representativa que ela seja.
  • Porque as cidades são sistemas socias complexos e muito ôrganicos.
  • E depois, as cidades - as comunidades, em geral - são as pessoas! 
  • Quando não há pessoas a comunidade fica abandonada, deixa de existir. Passa a ser matéria de estudos de historiadores, arqueólogos e antropólogos.

    > Não se esqueçam disso o princípio e o fim da economia são as pessoas.
publicado por greentalks às 11:28

Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

17

18
19
20
21
22
23
24

26
27
28
29
30
31


Sobre o Blog
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO