10
Mar 12
Oceano Pacífico e Oceano Índico sugerem cenários paradisíacos para irmos descansar depois de terminar a época de exames mas… e se até aí os desafios da sustentabilidade andassem atrás de nós? ´
Pois é, existem cinco grandes lixeiras flutuantes identificadas no mundo, nos Oceanos Pacífico (duas), Índico e Atlântico Norte e Sul. 
No Índico, em particular onde se encontram as Maldivas, esse bonito paraíso turístico, uma das ilha paradisíacas, Thilafushi, especializou-se desde 1992, a receber visitantes indesejados: o lixo dos turistas
Já no Oceano Pacífico uma parte do lixo desembarca no Hawaii, fazendo então um melting pot de lixo internacional onde convivem pelo menos o lixo americano, coreano, japonês.
Considerando que uma das grandes fontes das lixeiras flutuantes é o plástico, tal representa uma oportunidade extraordinária para as estratégias de marketing, no marketing mix apostando em campanhas de comunicação de produtos com menos plástico ou biodegradáveis, preços em que, por exemplo uma fracção do mesmo seja direccionada a financiar projetos de coleta do lixo, em que a distribuição seja feita numa ótica de green supply chain management e vendidos em locais que apostam na sustentabilidade, por exemplo em edifícios otimizados energeticamente e, no 5P em embalagens que não usem (ou usem menos) plástico e assim não contribuam para o aumento das sopas. Assim se consegue facilmente chegar aos 3P's (profit, people & planet) e aos 4S's (sustentabilidade,aceitação social, segurança e satisfação do consumidor.
Por: Daniel Souza
Fontes:
http://www.guardian.co.uk/environment/2009/jan/03/maldives-thilafushi-rubbish-landfill-pollution
http://www.bbc.co.uk/news/world-asia-16072020
http://www.guardian.co.uk/environment/gallery/2009/jan/03/maldives-waste-turns-paradise-into-dump#/?picture=340139151&index=10


publicado por greentalks às 01:24

13
Fev 12

Um exemplo de Eficácia Percebida

 

Já diz o ditado: “Ver para crer”. Esta é mesmo a melhor forma para termos consciência das nossas ações.

 

É um exemplo da aplicação do conceito de Eficácia Percebida que vos quero mostrar hoje.

 

Quem nunca jogou um dia uma pontinha de lixo no mar que atire a primeira pedra. E foi a pensar na consciência ou inconsciência das pessoas que o fazem que a Surfrider Foundation Brasil criou a campanha “Devolução”.

 

Imaginem agora começarem a receber no correio pedaços de lixo dentro de uma caixa, com o vosso nome no remetente. Quem se iria lembrar de enviar-vos lixo e porquê?

 

Vejam este vídeo e encontrem a resposta! :)

 

 

Bela campanha esta! Foram 10 mil os brasileiros que receberam caixas cheias de lixo recolhido nas praias do Rio de Janeiro, com a seguinte mensagem: “O lixo jogado no mar um dia volta. Pra todo mundo.” Se calhar, muitos deles nunca tinham colocado lixo na praia, mas sensibilizar e educar, aqui, é a palavra de ordem. Pois mesmo quem nunca jogou lixo na praia, um dia poderá sofrer com as suas consequências.

 

De referir que a ação foi também realizada em bares da cidade do Rio de Janeiro.

 

Com campanhas como esta, com certeza, vamos passar a perceber os efeitos das nossas ações com maior eficácia. Venham elas!

 

Por: Cátia Henriques

publicado por greentalks às 14:30

07
Fev 12

Zero Waste foi criado por pessoas tal como nós que se preocupam com o mundo e com o seu futuro. É uma filosofia que incentiva os cidadãos a agirem de uma forma sustentável em vez de esperarem que algo aconteça e tudo se resolva. É um blog que nos explica como é possível em pequenas acções reduzir ao mínimo o lixo que fazemos e reaproveitar ao máximo tudo aquilo que usamos. É necessário incentivar as comunidades para uma mudança real!

 

“Be the change you want to see in the world” – Ghandi

 

Um dos exemplos que nos mostram, trata-se dum plano denominado de “Rubbish Diet”, onde os consumidores conseguem reduzir a sua pegada através de uma politica intensiva dos 3R´s, dado que tentam reduzir ao máximo o que consumem, reaproveitando pequenas coisas. A criadora deste plano chegou a ser finalista nos CIWM awards para o prémio Environmental Excellence na categoria de Recycling Champion. Acima de tudo, este tipo de movimento pretende ajudar pessoas que não tem o poder de compra para conseguirem adquirir produtos ditos sustentáveis, mas que gostariam de fazer parte de um mundo mais sustentável.

 

Já existem pequenas comunidades intimamente comprometidas com este tipo de movimento. Em Itália 72 municípios (4% da população) estão alinhados com a filosofia Zero Waste e reciclam 70% do seu lixo. No resto do mundo as pessoas começam a pressionar os seus representantes governamentais e municipais para que se caminhe neste direcção. Como se tem vindo a verificar os cidadãos cada vez pretendem ter um papel mais activo na sociedade e na elaboração dos planos de acção.

 

Como não poderia deixar de ser, os Suecos surgem como os que mais se identificam com este movimento. O exemplo que vos deixo aqui é sobre uma família de 4 pessoas que ao final de um mês apenas tem 1kg de lixo! É espantoso. Esta família fotografou algumas das suas pequenas acções do seu dia-a-dia. Este caso não é a imagem real da Suécia no seu geral, dado que em médias as famílias fazem mais lixo que este exemplo, mas prova que se pode de facto reduzir o lixo doméstico.

 

Fontes:

http://www.letsdoitworld.org/news/joan-marc-simon-waste-resource

http://www.zerowasteeurope.eu/2012/01/a-zero-waste-month-in-sweden-4-people-less-than-1kg-of-waste/

http://www.zerowasteeurope.eu/2011/03/a-zero-waste-family-is-possible/

 

Patrícia Oliveira

publicado por greentalks às 11:19

Março 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


subscrever feeds
Sobre o Blog
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO